Artigos

Poderes imperiais, por Kakay

“Todo poder tende a corromper, e o poder absoluto corrompe absolutamente.” Lord Acton, 1859.   Quando comecei a escrever sobre os “poderes imperiais”, referindo-me ao excesso de concentração de poder nas decisões monocráticas, o objeto da minha perplexidade não eram a Presidência da Câmara e o Procurador-Geral da República. Como advogado há 40 anos na…

Leia Mais

A delação da delação

“Não! Não sou o Príncipe Hamlet, nem pretendi sê-lo. Sou um lorde assistente, o que tudo fará por ver surgir algum progresso, iniciar uma ou duas cenas. Aconselhar o príncipe; enfim, um instrumento de fácil manuseio.” T.S. Eliot, A canção de amor de J. Alfred Prufrock   “Quem é você? Adivinha, se gosta de mim?”.…

Leia Mais

Xeque-mate, por Kakay

“Einstein (e ele crê): Deus não joga dados com o mundo. São dois casos: Deus do caos fez o mundo o Homem do mundo fez o caos. Deus não joga mas O Homem joga dados com Deus.” Leão de Formosa, Metafísica   O poder e a política surpreendem com muita facilidade e têm uma dinâmica…

Leia Mais

Diga ao povo: ele sai!

“Quem foi temperar o choro e acabou salgando o pranto?” Ariano Suassuna, ao recitar o poeta Leandro Gomes de Barros   Depois de um bom tempo sem poder entrar na Europa, como um pária internacional, cheguei a Lisboa. Uma festa surpresa em minha homenagem com cerca de 20 músicos, fadistas, violeiros e cantores, acolheu-me, e…

Leia Mais

O Brasil de volta, por Kakay

“Que país é esse? Terceiro mundo se for Piada no exterior Mas o Brasil vai ficar rico Vamos faturar um milhão Quando vendermos todas as almas Dos nossos índios num leilão.” Legião Urbana – Que país é esse?   Viver no Brasil de hoje exige mais do que paciência e boa vontade. É preciso muita…

Leia Mais

O humano em nós

“Senhor Deus dos Desgraçados! Dizei-me vos, Senhor Deus! Se é loucura… se é verdade Tanto horror perante os céus?!” Castro Alves, Navio Negreiro   Em meio a tantas perplexidades com as inconsequências do governo federal, é difícil escolher uma marca para tanta incompetência, tanto ódio, tanta ignorância e tanto descaso pela vida humana. É um…

Leia Mais

O Eu profundo e os outros Eus, por Kakay

“O poeta é um fingidor, finge tão completamente que chega a fingir ser dor a dor que deveras sente.” Fernando Pessoa, na pessoa de Pessoa, Autopsicografia.   O Brasil virou o país da galhofa. Os bolsominions mais assumidos nunca tiveram a noção do ridículo, mas agora se jactam de ser a realidade virtual criada no…

Leia Mais

Cegueira deliberada

“Não sei qual é o rosto que me mira, quando miro o rosto no espelho. Não sei que velho espreita em seu reflexo, com silenciosa e já cansada ira.” Jorge Luís Borges, Um Cego.   Há certa perplexidade, quase uma tristeza, com a constatação de que, hoje, a mediocridade é a tônica que envolve boa…

Leia Mais

Onde erramos?, por Kakay

“Para iludir a minha desgraça, estudo. Intimamente sei que não me iludo.” Augusto dos Anjos   São incríveis a desfaçatez, o cinismo e, de certa forma, a crueldade de parte da dita elite brasileira. A falta absoluta de visão do todo, de noção de país e de responsabilidade que todos nós temos com os destinos…

Leia Mais

Duda paz e amor

“Eu não preciso do tempo, porque sou eterno. Necessito, apenas, os mínimos espaços que demoram entre mim e seus braços.” Leão de Formosa, “Morada”   Quando comecei a notar o rumo que a famosa investigação sobre o Mensalão tomaria, tratei de conversar com meu amigo Zé Dirceu. À época, ele certamente era o político que…

Leia Mais